Como abrir uma empresa para médico em Goiânia - Notícias - AHEG - Associação dos Hospitais do Estado de Goiás

Notícias

Como abrir uma empresa para médico em Goiânia

Publicado em : 15/12/2021

Como abrir uma empresa para médico em Goiânia

Médicos também podem ser profissionais liberais, assim como em outras ocupações.

Porém, existem algumas burocracias na abertura da empresa, como emissão de notas fiscais, contratação de pessoal e sobretudo formalização etc.

Se este é o seu caso, fique atento ao conteúdo logo abaixo e veja como abrir uma empresa para médico em Goiânia

Antes de tudo, vale salientar que o profissional precisa se munir de conhecimentos para abrir o seu próprio negócio.

De certa forma, ele precisa ter um conhecimento holístico, que envolve gestão, administrativo, financeiro e organizacional. 

Ademais, esse processo não é muito diferente das demais atividades de prestação de serviços.

O que vai diferenciar é a responsabilidade técnica e o formato da natureza jurídica proposto. Ficou curioso? Saiba nesse artigo como abrir uma empresa para médico em Goiânia.

Acompanhe!

Como abrir uma empresa para médico em Goiânia: Médico pessoa física ou jurídica?

Muitos médicos recém-formados possuem essa mesma dúvida. Sendo assim, após a finalização da graduação em Medicina e o registro no CRM (Conselho Regional de Medicina), esse profissional vai ter a liberdade de definir qual o caminho seguir.

Dentre eles:

  • Prestador de serviço autônomo;
  • Funcionário CLT;
  • Empresário / CNPJ;

No entanto, essa liberdade traz também grandes questionamentos sobre qual modalidade oferece mais vantagens para quem não quer trabalhar como CLT.

Por isso, entenda as características de cada uma delas e perceba as suas diferenças e vantagens.

Profissional CLT

O profissional que atua como CLT assegura todos os seus direitos e deveres trabalhistas, mas acaba por não ter muita autonomia e liberdade por conta do empregador. Por isso, muitas vezes, muitos se sentem motivados a atuarem por conta própria.

Profissional Autônomo

Por sua vez, o médico autônomo possui uma maior liberdade de atuação e autonomia de onde e quando prestará seus serviços.

Contudo, o que o difere de um CLT são as tributações e obrigações com o governo, dentre as quais, podemos destacar:

INSS: É a contribuição previdenciária que para autônomos é de 11%, com valor máximo de R$ 671,12 ao mês no ano de 2020.

ISS: É o Imposto sobre os serviços. No caso de prestação de serviço para pessoa física, não há retenção, mas é obrigatório o cadastro na Prefeitura de sua cidade para exercer o trabalho como autônomo.

 

IRRF: É o valor do Imposto de Renda que pode variar de 0 a 27,50%, conforme tabela do IRPF abaixo e não há limites para retenção:

Rendimento

Alíquota

Dedução

Até R$ 1903,98

Isento

0

De R$ 1903,99 a R$ 2826,65

7,5%

R$ 142,80

De R$ 2826,66 a R$ 3751,05

15%

R$ 354,80

De R$ 3751,06 a R$ 4664,68

22,5%

R$ 636,13

Acima de R$ 4664,68

27,5%

R$ 869,36

Além disso, o cálculo base do imposto de renda para o médico autônomo na prática, considerando rendimentos no valor de R$ 10.000,00:

R$ 10.000,00 x 27,5% (alíquota) = R$ 2.750,00

R$ 2.750,00 – R$ 869,36 (parcela de dedução) = R$ 1.880,64

Como mostrado acima, a tributação sobre o médico autônomo acaba sendo bastante elevada.

Profissional PJ

Por fim, existe a categoria Pessoa Jurídica (PJ), opção para quem deseja abrir um CNPJ médico, emitir notas fiscais e pagar menos impostos.

Ao abrir um CNPJ médico você pode atuar no Simples Nacional, com tributação iniciando em 6% sobre o faturamento ou no Lucro Presumido, com alíquota inicial de 13,33%.

Como abrir uma empresa para médico em Goiânia: Vantagens de ser PJ

Normalmente, a remuneração desses profissionais costuma ser mais alta que a dos profissionais autônomos.

De acordo com o Censo de Demografia Médica de 2018, em torno de 50% dos médicos no Brasil atuam em consultórios privados.

Entretanto, é importante estar atento à Receita Federal, que aumentou a fiscalização sobre os Impostos de Renda de Pessoa Física – IRPF nos últimos anos.

Sendo assim, para evitar dores de cabeça desnecessárias, é preciso manter as contas em dia com o apoio de uma contabilidade médica.

Como abrir uma empresa para médico em Goiânia: Médico pode ser MEI?

Médicos não se enquadram na categoria MEI. Isso porque o exercício da medicina, que é classificada como uma atividade intelectual, não está atrelado às categorias do MEI.

Embora o termo Micro Empreendedor Individual tenha ficado tão comum nos últimos tempos, esse profissional liberal não se enquadra nessa opção. Há inclusive outras alternativas mais vantajosas e adequadas para o caso dos médicos.

Qual melhor tributação para médico?

Quando o assunto é contabilidade do consultório, qual a melhor forma de tributação: Regime do Simples Nacional ou Lucro Presumido?

Simples Nacional:

  • Empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões;
  • Guia única para pagamentos de impostos;
  • Apuração dos impostos com base no faturamento mensal e no acumulado anual;
  • Alíquota de 6 a 19,5% para clínicas e consultórios que atendem o requisito do Fator R.

Regra do Fator R: garante descontos para empresas prestadoras de serviços médicos que possuam despesas com folhas de pagamento e pró-labore igual ou superior a 28% do seu próprio faturamento.

Lucro Presumido:

  • Empresas com faturamento anual de até R$ 78 milhões;
  • Guia independentes para pagamentos de impostos;
  • Apuração dos impostos com base no faturamento mensal;
  • Alíquota final entre 13,33% e 16,33% sobre o faturamento.

Para este tipo de atividade, sendo clínicas de pequeno porte, o Lucro Presumido, salvo algumas exceções, é o mais indicado.

A tributação na pessoa jurídica acaba sendo menor comparada à pessoa física. O percentual de 11,33% é aplicado sobre o faturamento total da pessoa jurídica.

Como abrir uma empresa para médico em Goiânia

Você já viu que é possível economizar nos impostos ao abrir uma empresa para médico em Goiânia e ter um planejamento tributário bem ajustado e controlado.

Sendo assim, está na hora de planejar a abertura da sua clínica ou consultório médico. Confira as etapas principais!

Você vai precisar inicialmente do:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Carnê do IPTU ou Contrato de Locação do Imóvel para a localização do negócio.

Logo após, você vai precisar de uma Contabilidade para legalizar o processo e emitir outros documentos como:

  • CNPJ;
  • Alvará de funcionamento;
  • Inscrição Municipal;
  • Licença de Vigilância Sanitária.

Você terá alguns custos para registrar a empresa e prazos para documentação e abertura:

  • Registro na Junta comercial: entre R$ 91,05 e R$ 442,17 dependendo da natureza jurídica;
  • Registro no CRM: R$ 1.526,00 (inscrição, anuidade e certificado).
  • Prazo médio de 30 dias para registro da empresa.

O conteúdo desse texto foi interessante para você? Então procure uma contabilidade ou especialista nesse assunto para te ajudar a abrir uma empresa para médico em Goiânia.

Conte com o apoio do time de especialista da PJ da Saúde! Sua contabilidade especializada em médicos e clínicas médicas, entre em contato conosco!

 

OPME’s: gestão ética e econômica

 05/08/2022

As OPME´s são conhecidas por serem materiais de alto custo, isso gera especulações econômicas e a necessidade de atenção na hora de sua aquisição. Uma visão ética e técnica ajuda no controle e em uma gestão mais econômica. A grande variação no mercado de produtos de OPME’s resultou na necessidade de normatização com base na Agência Nacional de Saúde [...]

Sistema da Wareline tem biblioteca de conteúdo como nova funcionalidade

 04/08/2022

A Wareline preparou para 2022 uma grande novidade dentro do conecte/w, seu sistema de gestão hospitalar: uma biblioteca de conteúdo. A nova funcionalidade é como uma plataforma de busca de conteúdo médico e pode ser acessada por um infobotão inserido dentro do Módulo PEP WEB (Prontuário Eletrônico do Paciente). Isso significa que os profissionais de saúde agora têm, na palma de suas mãos ou na tela do [...]

A importância do Facilities na Gestão da Saúde!

 03/08/2022

  As experiências da terceirização são das mais diversas a começar pela própria definição do que é facilities.   A gestão de facilities pode envolver do controle de acesso a manutenção elementar, passando por rouparia, governança, serviços de concierge e todos os demais que integram ambientes a pessoas. Assim, existem muitos aspectos técnicos que precisam ser [...]

A importância da boa administração financeira

 03/08/2022

Olá, que bom te reencontrar. Nos últimos conteúdos ficou nítido que a organização financeira envolve várias etapas e mudanças de hábito. É um processo de reeducação e, como todo processo, é preciso dedicação e organização para fazê-lo dar certo. Hoje, vamos deixar claro porque é tão importante administrar bem seu dinheiro. Você logo vai notar [...]

Independência e autonomia

 25/07/2022

Os desafios pela busca da liberdade financeira é tema da live desta terça-feira (26) promovida pela Associação dos Hospitais do Estado de Goiás – AHEG, às 17 horas, em seu canal no Instagram.

Nota técnica fala sobre detecção precoce da Fibrodisplasia Ossificante Progressiva (FOP)

 13/07/2022

Atendendo pedido da Associação Brasileira de Fibrodisplasia Ossificante Progressiva (FOP Brasil), a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG) apresenta aos seus associados nota técnica sobre esta doença genética rara que progride ao longo da vida dos pacientes com ossificações heterotrópicas e pode impedir a movimentação e outras importantes funções. A Fibrodisplasia [...]