Audiência no MP-GO reitera necessidade de notificação dos casos de dengue - Notícias - AHEG - Associação dos Hospitais do Estado de Goiás

Comunicação

Notícias

Audiência no MP-GO reitera necessidade de notificação dos casos de dengue

Publicado em : 20/03/2018

Autor : Assessoria de Comunicação

Nesta segunda-feira (19), a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG) participou de uma audiência no Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) para tratar do “Projeto Aedes - Questão de Vida ou Morte”, que tramita na 53ª Promotoria de Justiça.

A entidade foi representada pela médica infectologista e coordenadora da Consultoria em Serviço de Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (SCIRAS), Dra. Bethânia de Oliveira Ferreira. 

No encontro, promovido com o objetivo de viabilizar parceria referente às notificações compulsórias de doenças relacionadas ao Aedes Aegypti, foi reiterada a necessidade de registro dos casos de dengue, zika e chikungunya no sistema de notificação de doenças obrigatórias.

“Todos os casos suspeitos de dengue atendidos nos estabelecimentos de saúde da capital devem ser notificados. Serão feitas fiscalizações com advertência e até mesmo multa para quem descumprir essa orientação”, conta Dra. Bethânia.

O serviço de notificação on-line é disponibilizado pela Vigilância Epidemiológica de Goiânia, que também se encarrega de instalar o programa e oferecer um treinamento sobre seu funcionamento. 

Os estabelecimentos de saúde que ainda não possuem o sistema devem entrar em contato pelos telefones (62) 3524-1521/1540. Uma nova reunião entre a AHEG e o MP-GO será realizada na tarde de hoje para dar continuidade à discussão.

Nota da AHEG sobre oferta em leitos de UTI/CEI da Saúde

 15/03/2018

  Sobre a questão das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), levantada recentemente pela CEI da Saúde, a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG) afirma que a distribuição das vagas em leitos de internação da rede particular conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) é uma responsabilidade da Central de Regulação gerida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e que os [...]