Critérios de Avaliação - AHEG - Associação dos Hospitais do Estado de Goiás

AHEG Para Você

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação

Seguindo o caminho de que a Qualificação é dinâmica e exige uma atualização periódica, os critérios utilizados pelo Departamento de Qualificação da AHEG, segue normas estabelecidas por órgãos das instancias: federal, estadual e municipal, e principalmente forma um conjunto de fatores baseados em métodos e padrões definidos para avaliar, garantir e intensificar a assistência e segurança do paciente. Os critérios estabelecem como foco principal:

  • Liderança e Administração
  • Serviços Profissionais e Organização da Assistência
  • Serviço de Atenção e Segurança ao Paciente/Cliente
  • Serviços de apoio Diagnostico
  • Serviços de apoio Técnico e Abastecimento
  • Infraestrutura
  • Indicadores (lembrando: “Não se gerencia o que não se mede”)

Liderança e Administração:

Nessa seção são apresentados os pontos relacionadas ao sistema de governo da organização. Nela estão presentes subseções ligadas aos aspectos de liderança, diretrizes administrativas, planejamento dos gestores frente a melhoria na qualidade institucional, analise de indicadores, relacionamento com o cliente/paciente. Busca-se avaliar a Direção, Administração.

Serviços Profissionais e Organização da Assistência:

Esta se dedica aos serviços profissionais que prestam assistência direta ao cliente/paciente, a disponibilidade da instituição frente a constante educação continuada, o envolvimento do corpo clinico com as ações da instituição, a organização das equipes para melhoria da qualidade. São avaliadas as subseções Corpo Clínico e Enfermagem.

Serviços de Atenção e Segurança ao Paciente/Cliente:

Essa seção abrange tudo que se refere a assistência direta ao paciente. A finalidade é agrupar as unidades envolvidas na assistência, quem tem contato direto com o cliente/paciente, os processos implantados pelo estabelecimento frente a segurança do paciente e a qualidade prestada, serviços médicos, equipe multiprofissional envolvida. Ou seja, avaliamos todos os processos desde a entrada do paciente até a sua saída.

Serviços de Apoio ao Diagnostico:

Como o nome da seção já sugestiona, essa seção agrupa todos os envolvidos no diagnóstico e apoio ao mesmo. As subseções envolvidas são: Laboratório Clínico, Diagnóstico por Imagem, Métodos Gráficos, Fisioterapia e Anatomia Patológica.

Serviços de apoio Técnico e Abastecimento:

São agrupados nessa seção os setores que estão envolvidos nas ações técnicas que abrangem o processo de abastecimento, fornecimento, estocagem, produção.

As subseções são: Arquivo Médico, Controle de Infecções, Núcleo de Segurança do Paciente, Farmácia, Nutrição e Dietética, Lavanderia, Central de Processamento de Materiais e Esterilização (CME), Higiene, Segurança e Saúde Ocupacional, e Serviço Social.

Infraestrutura:

Nessa seção estão encaixados os serviços de infraestrutura institucional e apoio aos processos da organização.

São analisados: Documentação; Estrutura Física; Estrutura Físico-Funcional; Sistema Elétrico; Manutenção predial e dos aparelhos em Geral, Controle de Resíduos, Potabilidade da Água, Dedetização, Controle de circulação e Segurança Geral.

Indicadores:

“Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, ou seja, não há sucesso no que não se gerencia”. Muitas organizações de saúde ainda apresentam dificuldades na elaboração de medidas que ajudem a gerenciar seus processos. Estas medidas são os conhecidos indicadores que norteiam a gestão clínica, a gestão por processos e mesmo o planejamento estratégico da instituição.

 

O princípio base da QUALIFICAÇÃO é a Segurança, isso inclui:

Habilitação dos funcionários – Nesse ponto a exigência gira em torno da formação do corpo de funcionários da instituição, é importante que esses sejam habilitados na área em que atuam dentro da instituição;

Atendimento aos requisitos fundamentais de segurança para o cliente nas ações assistenciais e procedimentos médico-sanitários – Atenção a segurança do cliente desde a entrada até a alta;

Estrutura básica (recursos) capaz de garantir com efetividade e coerência a execução das tarefas – É avaliada a estrutura de apoio às tarefas executas e analises dos indicadores.

OBSERVAÇÃO:

O departamento de Qualificação orienta o cumprimento das ações destacadas acima, como requisitos básicos de qualidade e segurança prestados ao cliente/paciente.

A avaliação é realizada conforme as especialidades de cada setor e nos serviços a ser avaliado. Este deve ter recursos humanos compatíveis a sua resolutividade, equipe técnica qualificada, e é fundamental que o responsável técnico seja habilitado na área na qual atua.